PRPGP

PRPGP

Pró-Reitoria de Pós-Graduação e Pesquisa

Consuni aprova adesão da UEPB ao Mestrado Profissional em Educação Inclusiva em Rede Nacional

9 de setembro de 2021
Consuni aprova adesão da UEPB ao Mestrado Profissional em Educação Inclusiva em Rede NacionalConsuni aprova adesão da UEPB ao Mestrado Profissional em Educação Inclusiva em Rede Nacional

9 de setembro de 2021

Fortalecimento da pós-graduação, compromisso com educação em todos os níveis, avanço na política de inclusão, e contribuição com o atendimento da meta 16 do Plano Nacional de Educação (PNE). Com esse olhar inovador e transformador, a Universidade Estadual da Paraíba (UEPB) aderiu nesta quinta-feira (9) ao Mestrado Profissional em Educação Inclusiva em Rede Nacional (PROFEI).

A proposta, encaminhada pela Pró-Reitoria de Pós-Graduação e Pesquisa (PRPGP) foi aprovada por unanimidade pelo Conselho Universitário (Consuni), em reunião extraordinária, realizada por videoconferência, presidida pela reitora Célia Regina Diniz, com a participação da vice-reitora, professora Ivonildes Fonseca.

Na reunião, transmitida ao vivo pelo canal Rede UEPB no YouTube, os conselheiros e conselheiras debateram a importância da proposta relatada pela professora Melânia Farias, considerada ousada e pioneira na Paraíba. Durante a reunião, os conselheiros destacaram a aprovação da adesão como um marco na história da UEPB e enalteceram o trabalho da equipe que compõe o Núcleo de Acessibilidade e Inclusão (NAI), por meio do servidor técnico administrativo Alindembergue Oliveira, e do professor Eduardo Onofre, na construção da proposta.

Em seu parecer, a conselheira Melânia Farias destacou que o PROFEI foi criado tendo em vista tanto o aumento expressivo de matrículas de pessoas com deficiência na Educação Básica e Superior, quanto na necessidade de formação acadêmico-profissional qualificada dos professores em todo o território nacional, em consonância com as políticas públicas de inclusão escolar e o uso das Tecnologias Digitais da Informação e Comunicação. Ela enfatizou que as ações de cooperação e intercâmbio voltadas especificamente para a Educação Inclusiva que virão a ser empreendidas e mantidas pelas IES participantes do PROFEI, acarretarão, necessariamente, não só o fortalecimento e consolidação da pós-graduação e da pesquisa na UEPB, como também acarretarão o cumprimento da missão social da Instituição.

Ao engajar-se nestas ações, a UEPB, conforme observou a professora Melânia Farias, contribuirá para a institucionalização das discussões e das práticas em prol da formação continuada de professores para a Educação Inclusiva e a produção de novos materiais e práticas didático-pedagógicas relacionados a este campo. “Através desta adesão a UEPB se reafirma como depositária e criadora de conhecimento, como uma instituição social com vocação republicana, diferenciada e autônoma, comprometida com a democracia e com a cidadania”, destacou a professora.

A reitora da UEPB, professora Célia Regina Diniz, não escondeu o contentamento pela aprovação da adesão da UEPB ao PROFEI, e elogiou o parecer da relatora. Emocionada, a reitora disse ainda que como docentes é preciso estar preparado para acolher pessoas com deficiência, e educá-las, trabalhando a educação inclusiva, o que segundo ela, é uma missão. “Este é um momento muito gratificante que estamos vivenciando. Fico muito feliz e emocionada com tantas mensagens. Parece que a gente já conseguiu a adesão no coração. Eu acredito que com essa vontade certamente nós vamos conseguir”, destacou.

A vice-reitora, professora Ivonildes Fonseca, também enalteceu a aprovação da proposta e disse que a adesão da UEPB ao Mestrado mostra o compromisso da Instituição com todas as pessoas que ao longo do tempo, foram colocadas na invisibilidade e até em ambientes hostis pela sociedade. Ela reforçou que a UEPB tem trabalhando para fazer propostas com ousadia e perseverança, valorizando todas as vidas.

O pró-reitor de Pós-Graduação e Pesquisa, professor Francisco Jaime, discorreu sobre a história da proposta de adesão da UEPB e destacou a importância da PROFEI para o fortalecimento da pós-graduação e o compromisso da Universidade para com a educação inclusiva. Ele explicou que o processo ainda precisa ser submetido e aprovado pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), e que só após a divulgação do resultado do edital dizendo quais são as instituições que foram credenciadas, é que de fato a UEPB poderá passar a fazer parte da Rede PROFEI.

O professor Jaime também destacou o aspecto pioneiro da proposta na Paraíba. “Nós somos a primeira instituição pública do Estado a fazer a adesão ao PROFEI. Por mais que tenham ações isoladas em alguns programas e projetos nessa área, esta é a primeira vez que vamos ter linhas temáticas em educação inclusiva”, destacou o pró-reitor de Pós-Graduação e Pesquisa da UEPB.

O Mestrado Profissional em Educação Inclusiva em Rede Nacional (PROFEI) é autorizado pela Capes e conta atualmente com oito instituições associadas distribuídas pelas cinco regiões do Brasil, sob a coordenação geral da Universidade Estadual Paulista (UNESP).

Texto: Severino Lopes
Fotos: Reprodução Rede UEPB