PROGRAD

PROGRAD

Pró-Reitoria de Graduação

Conselho Universitário aprova criação de curso superior Tecnólogo em Energias Renováveis

27 de agosto de 2021
Conselho Universitário aprova criação de curso superior Tecnólogo em Energias RenováveisConselho Universitário aprova criação de curso superior Tecnólogo em Energias Renováveis

27 de agosto de 2021

A Universidade Estadual da Paraíba (UEPB) terá mais um curso superior para formar novos profissionais no Sertão do Estado, agora na área de energias renováveis. A proposta de criação do Curso Superior Tecnólogo em Sistemas de Energias Renováveis foi aprovada por unanimidade pelo Conselho Universitário (Consuni) da Instituição, em reunião ordinária realizada na manhã desta sexta-feira (27). A reunião, realizada por videoconferência e transmitida ao vivo pelo YouTube no canal Rede UEPB, foi presidida pela reitora Célia Regina Diniz, com a participação da vice-reitora, professora Ivonildes Fonseca, e do secretário de Educação, Ciência e Tecnologia da Paraíba, Cláudio Furtado.

A proposta de criação desse novo curso foi apresentada pela Pró-Reitoria de Graduação (PROGRAD) e relatada pelo professor Félix Brito, que deu parecer favorável, destacando a importância das energias renováveis para melhorar a qualidade de vida da população e impulsionar a economia do Estado. O curso, que propõe aproveitar os recursos naturais do Sertão, será realizado em parceria com o Governo Estado, provavelmente, já a partir do próximo semestre.

O curso será vinculado ao Centro de Ciências Humanas e Agrárias (CCHA), Câmpus IV, instalado na cidade de Catolé do Rocha, e nesse primeiro momento funcionará na cidade de Sousa, em um espaço do Instituto Federal da Paraíba (IFPB). Toda estrutura e custeio do curso será de responsabilidade do Governo do Estado e da prefeitura de Sousa, que também será parceira nessa iniciativa. A UEPB caberá ceder as suas expertises, através da concessão de professores de seu quadro, principalmente, dos câmpus do Sertão.

O curso pretende ofertar inicialmente 40 vagas na modalidade presencial, em regime semestral, com carga horária de 2.350 horas, e duração mínima de cinco e no máximo de oito semestres. O tecnológico, conforme destacou o professor Félix, atuará na área, atendendo demandas no setor energético nacional e regional, promovendo o desenvolvimento sustentável e a inovação tecnológica. O conselheiro ainda destacou que as energias renováveis se tornaram importantes para a melhoria da qualidade de vida, sendo que para os consumidores essas fontes podem trazer vantagens diretas, sendo a principal delas a economia na conta de luz.

A reitora Célia Regina enfatizou a importância do curso e observou que a UEPB tem atuado em políticas e ações de sustentabilidade. Ela observou que a Instituição não está criando um novo câmpus, mas um curso vinculado ao CCHA. “O Governo do Estado fará um convênio com a UEPB, via Secretaria de Educação, para aportar recursos para este curso. Todo o material que será comprado para o laboratório é de responsabilidade do Governo do Estado” observou a reitora.

O secretário de Educação, Cláudio Furtado, também destacou a importância da parceria com a UEPB para a criação do curso tecnólogo, e lembrou que a Paraíba tem muito potencial para produção de energias renováveis. Ele observou que a UEPB contribuirá para a formação de jovens na região que poderão ser aproveitados com a implantação de grandes parques eólicos, que tornarão a Paraíba grande produtora de energia solar nos próximos anos.

“Esse curso é de fundamental importância para o desenvolvimento da região. A UEPB é o vetor para levar desenvolvimento para todas as regiões do Estado. A Secretaria agradece a UEPB por essa parceria”, destacou o secretário de Educação.

O pró-reitor de Graduação, professor Eli Brandão, relatou que a proposta é fruto de um incessante trabalho realizado por uma comissão formada por professores e técnicos da UEPB e do Estado, tendo à frente a professora Vagna Rocha. Por conta do adiantar da hora, os conselheiros homologaram apenas a Resolução editada ad referedum, que altera a data de realização das reuniões dos Conselhos Superiores no mês de agosto de 2021, e adiaram os demais pontos da pauta para a próxima reunião do Consepe.

Texto: Severino Lopes
Fotos: Reprodução Rede UEPB