PRPGP

PRPGP

Pró-Reitoria de Pós-Graduação e Pesquisa

Mais de 400 trabalhos serão apresentados no 24º Encontro de Iniciação Científica da UEPB

9 de outubro de 2017

A Universidade Estadual da Paraíba (UEPB), através da Pró-Reitora de Pós-Graduação e Pesquisa (PRPGP), realiza entre os dias 23 e 25 de outubro o 24º Encontro de Iniciação Científica da Instituição (ENIC). O encontro, que este ano deve reunir mais de 1.200 estudantes das diversas áreas do conhecimento e terá como tema principal “Ciência, Tecnologia e Inclusão Social: democratizando conhecimento para construir cidadania”, acontecerá na Central de Integração Acadêmica, no Câmpus de Bodocongó, em Campina Grande.

Em sua 24ª edição, o encontro contará com a apresentação de 416 projetos, todos na modalidade de comunicação oral. A programação inclui ainda minicursos, palestras e mostras culturais, além da apresentação de trabalhos dos alunos de Iniciação Científica da Instituição. No total, serão disponibilizadas 26 salas para a apresentação dos trabalhos e realização dos minicursos.

O evento será aberto na segunda-feira (23), às 10h, do Auditório do Departamento de Psicologia, no Câmpus de Bodocongó. Durante a manhã do primeiro dia do ENIC, serão realizados cinco minicursos: “Artigo Científico em Tempos de Qualis”, pelo professor Cidoval Morais; “Arboviroses e Políticas públicas no Semiárido: Contradições e conflitos acerca das funções do Estado, Sociedade e Meio Ambiente”, com o professor Leonardo Bezerra de Melo Tinôco; “Citogenética e Especiação em Plantas”, ministrado pelo professor Marcelo dos Santos Guerra Filho; “A Plataforma Lattes como ferramenta de comunicação científica”, com o professor Alberto Soares de Melo; e “Fundamentos Básicos da Matemática Comercial e Financeira e Uso da HP 12c”, a ser conduzido por Jean dos Santos Nascimento.

Cada minicurso oferta 40 vagas e os interessados podem efetuar a inscrição através do site oficial do evento, acessível pelo endereço eletrônico http://congresso.uepb.edu.br/pibic/. O ENIC, segundo a pró-reitoria de Pós-Graduação e Pesquisa, Maria José Lima, apresenta-se como mais um momento singular da formação para a pesquisa na UEPB, democratização do conhecimento e construção da cidadania. Maria José destaca que a Universidade tem feito grandes esforços para manter os níveis de investimento em pesquisa, apesar dos cortes acentuados que têm sido feitos pelo governo federal.

Apesar das dificuldades, a iniciação científica tem mobilizado mais de 400 professores orientadores e 876 alunos bolsistas. “Nossa preocupação é construir possibilidades de aprofundamento da interação da graduação com a pós-graduação a partir da Iniciação Científica, para melhor qualificar nossos alunos. Acreditamos, como Carlos Chagas, que ‘a universidade é um local onde se ensina porque se pesquisa’”, frisa a pró-reitora.

Este ano, cerca de 1.200 estudantes que desenvolvem atividades de pesquisa na UEPB estarão participando do evento, principalmente os alunos contemplados pelo Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica (PIBIC). Na programação do evento também haverá a premiação dos melhores trabalhos apresentados durante os dois dias de realização do Encontro.

A Iniciação Científica é um programa coordenado pelo Conselho Nacional de Ciência e Tecnologia que, desde 1952, vem estimulando os estudantes de graduação a enveredar pela pesquisa. Os graduandos da UEPB têm participado ativamente do programa, desenvolvendo pesquisas nas mais variadas linhas do conhecimento. Atualmente, mais de 400 projetos desenvolvidos por estudantes da UEPB estão em execução em todos os câmpus da Instituição. Cada projeto pode envolver até quatro alunos, dependendo da abrangência do tema e da pedagogia do professor.

Texto: Severino Lopes