PROPLAN

PROPLAN

Pró-reitoria de Planejamento

Comissão de Orçamento Participativo da UEPB agenda reunião e busca envolvimento dos Centros de Ensino

15 de fevereiro de 2018

Com a ideia de conceder a todos os interessados o fácil acesso aos dados orçamentários e ampliar a transparência das informações financeiras da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB), a Pró-Reitoria de Planejamento e Orçamento (PROPLAN), através de um trabalho articulado com a Comissão de Orçamento Participativo (COP), vem elaborando novos planos e metas para 2018 com o objetivo de incentivar ainda mais a comunidade acadêmica para obtenção e compartilhamento dos dados.

De acordo com o pró-reitor de Planejamento da UEPB, professor Luciano Albino, atualmente há uma participação efetiva das pró-reitorias no que se refere às atividades de transparência da Instituição, com uma consequente divulgação do orçamento na internet, disponível a quem quiser acompanhar. No entanto, pretende-se dar maior ênfase a essas informações, com a participação de mais pessoas, e verificar melhor onde as demandas acontecem.

Para isso, a COP realizará no dia 2 de março, às 9h, no Auditório da Biblioteca Central da UEPB, no Câmpus de Bodocongó, uma reunião com a presença fundamental dos representantes de cada Centro de Ensino, na qual serão demonstradas as principais atividades a serem executadas ao longo do ano, principalmente no que se refere à prestação de contas, como formato e divulgação, e acompanhamento de demandas.

Além disso, os organizadores pretendem reforçar a importância da Comissão, eleger a nova coordenação da COP, explicar as funções dos delegados envolvidos e a necessidade de levar as prestações de conta para os Centros, bem como discorrer a respeito das propostas de alteração da resolução sobre período de cada coordenação.

Segundo Luciano Albino, é essencial que todos participem desta reunião inicial de 2018. “Justamente neste momento de dificuldades e restrições pelo qual a Universidade está passando, precisamos da presença, opinião e discussão de todos os delegados para consolidarmos um processo participativo de gestão”, frisou.

Texto: Giuliana Rodrigues