PROINFRA

PROINFRA

Pró-reitoria de Infra estrutura

Pró-Reitoria de Gestão de Pessoas da UEPB realiza treinamento sobre riscos de trabalho em altura

26 de setembro de 2018

Este slideshow necessita de JavaScript.

A Pró-Reitoria de Gestão de Pessoas (PROGEP) da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB), através do Setor Saúde do Trabalhador, realizou na manhã desta quarta-feira (26), no Auditório da Pró-Reitoria de Infraestrutura (PROINFRA), no Câmpus de Bodocongó, o primeiro treinamento sobre riscos relacionados ao trabalho em altura, com foco nos trabalhadores efetivos da UEPB e funcionários da empresa terceirizada Criart.

A norma regulamentadora número 35 (NR 35), do Ministério do Trabalho, considera trabalho em altura todo aquele realizado por profissionais que estejam em equipamentos acima de dois metros do nível inferior, onde haja risco de acidentes. De acordo com Joselma Vilma, técnica em Segurança do Trabalho da UEPB, o treinamento foi elaborado no intuito de informar sobre os riscos de quedas, entre outros sinistros, especialmente para os servidores que exercem ofícios da construção civil.

Também foram apresentadas as várias etapas da gestão de riscos, como planejamento, organização e controle, além de despertar a necessidade do envolvimento de toda equipe no intuito da prevenção e do uso dos equipamentos de proteção individual e coletiva.

“Há ainda fatores individuais e psicossociais que interferem neste tipo de trabalho e podem favorecer acidentes, como pressão alta, diabetes, labirintite, fobias, estresse e eventual uso de álcool”, destacou Maísa Ferraz, enfermeira da PROGEP. Ela informa que estes fatores de risco podem ser avaliados e acompanhados através do Setor Saúde do Trabalhador, disponibilizado aos servidores da UEPB e aos terceirizados no 1o andar do prédio da Administração Central, em Bodocongó.

A equipe também apresentou aos participantes o resultado de uma pesquisa elaborada com 63 trabalhadores, pela estagiária de Técnica em Segurança do Trabalho, Josilene Teodósio, na qual verifica os sinais vitais dos trabalhadores de altura. “Nosso intuito é que todos percebam a importância do cuidado com a saúde e do bom funcionamento do organismo ao se exporem aos trabalhos em altura. Ficou acordado com a chefia da PROINFRA que antes de executarem esse tipo de trabalho, todos devem verificar a pressão arterial, como uma forma de prevenção, e que realizem a cada ano o controle clínico geral”, explicou Maísa.

Este treinamento foi apenas o começo de um trabalho contínuo que será realizado periodicamente em parceria com a Pró-Reitoria de Infraestrutura, incluindo treinamentos mais específicos, de no mínimo oito horas/aula e envolvendo grupos menores.

Texto: Giuliana Rodrigues
Fotos: Divulgação