PROFIN

PROFIN

Pró-Reitoria de Gestão Financeira

Pró-reitorias prestam contas da execução orçamentária de 2017 e COP escolhe novos coordenadores

2 de março de 2018

As pró-reitorias de e Planejamento e Orçamento (PROPLAN), de Gestão de Pessoas (PROGEP), de Gestão Administrativa (PROAD) e de Infraestrutura (PROIFNRA) da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB) realizaram, na manhã desta sexta-feira (2), a prestação de contas da execução orçamentária e financeira, bem como da folha de pagamento de pessoal referente ao ano de 2017.

Na mesma reunião, a Pró-Reitoria de Planejamento e Orçamento realizou, juntamente com os integrantes do Conselho de Orçamento Participativo (COP), a primeira reunião do exercício de 2018, na qual foram escolhidos os novos coordenadores. A ideia é planejar um trabalho articulado em todos os Centros.

A reunião, presidida pelo professor Luciano Albino, pró-reitor de Planejamento, aconteceu no Auditório da Biblioteca Central da UEPB, no Câmpus de Bodocongó. Com transmissão ao vivo pelo Canal Rede UEPB, inicialmente foi realizada a prestação de contas do exercício de 2017 e apresentada a proposta a realização de prestações de contas descentralizadas, pelo COP de cada Centro.

Os números, disponíveis no Portal da Transparência, foram apresentados pelos representantes de cada pró-reitoria através de tabelas e gráficos que mostraram a realidade financeira da Instituição. Neles constam que a maior demanda da Universidade é com pessoal e encargos, seguido das despesas correntes e de capital.

De um orçamento de R$ 317.819.269,00 milhões, (fonte 112 – Governo do Estado) foram executados R$ 289.292.201,16 milhões A despesa com pessoal foi de R$ 242.533.727,89 enquanto as despesas de capital foram de R$ 4.235.527,13. As despesas correntes totalizaram R$ 42.522.946,14. O montante do duodécimo da UEPB foi R$ 290.640.000,00.

Da fonte 270, que corresponde aos recursos próprios, foram executados R$ 2.814,460, enquanto da fonte 283, que corresponde aos convênios com o Governo Federal, o montante executado foi de R$ 2.789.924,41. O orçamento previsto para 2018 é igual ao de 2017.

Após a prestação de contas foi escolhido o novo coordenador do Conselho do Orçamento Participativo (COP) e do Comitê do Orçamento Participativo (CAP). A professora Carla de Lima Bispo, do Departamento de Biologia do Câmpus I, foi escolhida como coordenadora dos dois conselhos, tendo como coordenadora adjunta a jornalista Juliana Marques, do Câmpus de João Pessoa.

Essa coordenação terá como principal atribuição conduzir o processo de atualização e revisão da Resolução que criou o COP, que é formado por 40 membros representando todos os segmentos da UEPB. A proposta precisará ser votada no Conselho Universitário (Consini). As novas coordenadoras também foram incumbidas da missão de articular nos Centros a participação da comunidade universitária nas prestações de contas da Instituição.

Professor Luciano Albino reforçou que o COP foi criado com a perspectiva de aumentar a transparência na UEPB e permitir que a comunidade acadêmica pudesse acompanhar, através de seus delegados, como é gasto o recurso da instituição. Luciano destacou que a ideia é retomar a discussão sobre o Orçamento Participativo. Para isso, é pretensão da PROPLAN criar em cada Centro uma unidade de planejamento que favoreça o acompanhamento das demandas da comunidade universitária.

“O COP vai ser esse suporte que vai trabalhar com a PROPLAN. É importante criarmos essa cultura de planejamento do orçamento”, destacou professor Luciano. Ele adiantou que o COP deve elaborar um cronograma de trabalho e ver quais são as demandas e as necessidades de cada Centro. Para Luciano, em um contexto de crise, a capacidade de prestar contas e de envolver a comunidade no que se refere a construção da proposta orçamentária é de suma importância. Ele entende que o debate sobre orçamento participativo está diretamente ligado a autonomia universitária. “É preciso que as pessoas estejam inteiradas do que está acontecendo, para que possamos discutir a própria autonomia universitária”, concluiu.

Texto: Severino Lopes
Foto: Edvânia Barbosa