PROFIN

PROFIN

Pró-Reitoria de Gestão Financeira

Administração Central se reúne com Comissão de professores substitutos e representantes do Comando de Greve

28 de junho de 2017

Clique para exibir o slide.

O reitor em exercício da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB), professor Flávio Romero Guimarães, se reuniu na manhã desta quarta-feira (28) com representantes do Comando de Greve da Instituição e membros da Comissão dos professores substitutos para mais uma vez buscar soluções para o retorno das atividades docentes.

A reunião, terceira realizada pela Reitoria com os professores substitutos em menos de 15 dias, e a segunda com o comando de greve esta semana, aconteceu no Gabiente da Reitoria, no Câmpus de Bodocongó, e marcou uma reaproximação entre os professores efetivos e substitutos.

Durante a reunião, ficou acordado entre o Comando de Greve e a Comissão dos docentes substitutos o adiamento do dia 3 para o dia 10 de julho a reapresentação dos professores substitutos aos seus departamentos. O adiamento atende pedido feito pelo Comando de Greve como forma de ter mais uma semana de prazo para tentar dialogar com o Governo do Estado e encontrar soluções para as reivindicações da categoria.

Professor Flávio Romero fez questão de esclarecer que em nenhum momento a Reitoria articulou qualquer ação que favorecesse a volta dos professores substitutos e, consequentemente, enfraquecesse a greve, considerada legítima. Ele enfatizou que a proposta de retorno a sala de aula foi iniciativa da Comissão dos substitutos que, na semana passada, entregou oficialmente ao reitor Rangel Junior um documento assinado por 128 professores manifestando o desejo de retornarem às salas de aula com a finalidade de assegurar o término do semestre interrompido com a greve docente.

Diante dessa iniciativa, a Reitoria encaminhou um ofício aos chefes de departamentos informando que havia a possibilidade de retorno dos substitutos e solicitando que fossem providenciadas as condições necessárias para que os contratos fossem renovados dentro da legalidade e do que determina a lei. Flávio Romero também ressaltou que a Reitoria sempre esteve aberta a negociação com os professores e que tem procurado garantir os direitos dos servidores e o pleno funcionamento da Instituição.

A Administração Central, segundo ele, está se esforçando para criar as condições jurídicas que asseguram a renovação dos contratos dos substitutos de acordo com o que rege a lei. Diante do novo cenário que começou a ser formado com a possibilidade de abertura de diálogo com o Governo do Estado, a Reitoria concordou em postergar para o dia 10 de julho a possibilidade de renovação dos contratos dos substitutos.

O presidente da ADUEPB, professor Nelson Junior, confirmou que as negociações estão avançando e informou que na próxima semana a categoria deverá se reunir com o Governo do Estado. Ele disse que a greve está se caminhando para a resolução, com o avanço das negociações com o Governo e no diálogo com a Reitoria. “Está havendo avanço no encaminhamento das resoluções que passam pela mesa de negociação do Governo do Estado”, disse.

Sobre os substitutos, Nelson disse que a ADUEPB tem se empenhado pela renovação dos contratos e observou que a Reitoria tem tido todo o cuidado para a legalidade do processo. Representando os substitutos, o professor Bruno Gaudêncio ressaltou que se até o dia 10 de julho o problema não for resolvido, os professores substitutos irão se apresentar nos seus departamentos conforme proposta apresentada a Reitoria. “Se for para evitar conflito e tentar ajudar a resolver um problema, nós acatamos a proposta, desde que o acordo continue mantido”, frisou.

Além do reitor em exercício, Flávio Romero, participaram dar reunião o procurador geral da UEPB, Ebenezer Pernambucano; a pró-reitora de Gestão de Pessoas, Célia Regina Diniz; o pró-reitor de Planejamento, professor Luciano Albino; a pró-reitora de Gestão Administrativa, professora Eliana Maia; além do pró-reitor de Graduação, professor Eli Brandão.

Texto: Severino Lopes
Fotos: Tatiana Brandão