PROEX

PROEX

Pró-Reitoria de Extensão

Departamento de Odontologia desenvolve projeto com foco no combate às drogas na adolescência

2 de outubro de 2018

Este slideshow necessita de JavaScript.

Conscientizar os jovens sobre os riscos e males causados pelo uso de drogas é o principal objetivo do projeto de extensão “Adolescendo sem álcool, crack e outras drogas: uma proposta transdisciplinar de abordagem”, que vem sendo desenvolvido desde 2013 pelo Departamento de Odontologia da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB) em escolas públicas da rede estadual de ensino de Campina Grande, sob a coordenação da professora Renata Rocha.

O projeto conta com o apoio dos professores e diretores das escolas, além das famílias. “Fazemos os trabalhos nas escolas despertando aquele jovem e a própria escola em si, os diretores, professores e também a família, para que esses jovens façam escolhas saudáveis,” comenta professora Renata Rocha. Estudantes das diversas áreas da formação em Saúde da UEPB, como Enfermagem, Odontologia, Psicologia e Educação Física, integram a iniciativa, desenvolvendo atividades de esporte, cultura, alimentação saudável, entre outras práticas para ajudar na conscientização dos jovens.

Inicialmente, as atividades do projeto de extensão eram desenvolvidas na Escola de Ensino Médio Doutor Hortêncio de Sousa Ribeiro (PREMEM), localizado no bairro do Catolé, em Campina Grande, mas logo depois passou a funcionar na Escola Estadual de Ensino Fundamental de Aplicação, localizada na Rua João Lélis, também no Catolé. As turmas atendidas são do 6º ao 9º ano e as atividades são realizadas sempre no turno da tarde. “Eles já conseguiram produzir vídeos, fazer gincana, mostra cultural. A cada semestre eles fazem um trabalho como se fosse o resultado das oficinas que a gente vem desenvolvendo ao longo do semestre”, explicou Renata.

As atividades visam estimular os graduandos de saúde da UEPB, desenvolver consciência humanizada no atendimento da população, sensibilizar as pessoas sobre o uso do tabaco, álcool e outras drogas. As ações pretendem também promover uma integração entre a Universidade e a comunidade. Para o pleno desenvolvimento dos trabalhos, o projeto conta com algumas parcerias, a exemplo do programa “Doutores do Sorriso”.

Para a estudante Anny Cristiny Pereira, do curso de Odontologia da UEPB e extensionista do projeto, o fato de trabalhar com outros profissionais da Saúde e de outros cursos já contribui para a formação profissional, além de ajudar a conhecer na prática o que acontece na comunidade. A estudante participa das atividades desde 2017 e conta como o projeto é desenvolvido nas escolas. “A gente mostra tudo aquilo que eles podem ter de oportunidade caso não enveredem pelo caminho das drogas. Fazemos atividades de profissões e sempre trabalhamos a prevenção e promoção de Saúde, visando a redução de danos pelos alunos que já fazem algum tipo de consumo”, relata.

Os encontros na Escola Estadual de Ensino Fundamental de Aplicação são realizados a cada 15 dias e sempre com atividades de prevenção e redução de danos na rotina de atividades para ajudar os jovens a seguirem por um caminho promissor.

Texto: Joalisson Sebastião (Estagiário)
Fotos: Arquivo Adolescendo