PROEX

PROEX

Pró-Reitoria de Extensão

Ação extensionista “Agroecologia em Prosa” realiza debates sobre alimentação saudável e redes de Saúde

3 de agosto de 2020

A ação extensionista “Agroecologia em Prosa”, atividade do programa de extensão “Agroecologia, saúde e cidadania: ações do Núcleo de Extensão Rural Agroecológica (NERA) pelo bem viver” e do “Centro Vocacional Tecnológico de Agroecologia e Produção Orgânica: Agrobiodiversidade do Semiárido”, do Câmpus II da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB), realiza, nesta quarta (5) e sexta (7), novos debates virtuais voltados à temática agroecológica.

Os projetos aos quais a ação está vinculada são coordenados, respectivamente, pelas professoras Shirleyde Santos e Élida Correa. Na quarta-feira, às 16h, na sala https://meet.google.com/gpq-nyex-xwj, o tema abordado será “Agrotóxicos e Transgênicos x Comida de verdade”, com a participação de Naiara Bittencourt, advogada e integrante do GT Biodiversidade da Articulação Nacional de Agroecologia (ANA); Leonardo Melgarejo, engenheiro agrônomo; e Euzébio Cavalcanti, agricultor, presidente do Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais de Remígio (PB) e integrante da Coordenação da Rede de Bancos Comunitários de Sementes do Polo da Borborema.

A mediação será feita pela professora Shirleyde Santos, do Centro de Ciências Agrárias e Ambientais da UEPB, em Lagoa Seca. Essa atividade é uma articulação entre o NERA/CVT/UEPB, ASA PB, CONSEA PB, Campanha Permanente Contra os Agrotóxicos e Pela Vida – PB e Fórum Paraibano de Segurança e Soberania Alimentar.

Já na sexta-feira, às 14h, em formato de oficina, será abordado o tema “Tecendo redes de Saúde e Agroecologia – PB/PR”. A atividade será desenvolvida na sala https://meet.google.com/nxz-ofvp-iui, com a participação da professora Shirleyde Santos, da UEPB; Cristiane Coradin, engenheira agrônoma e pesquisadora do Centro de Estudos Rurais e Ambientais do Paraná; Lorena Portela Soares, integrante da equipe de mapeamento em Saúde e Agroecologia da plataforma Agroecologia em Rede; e Claudemar Matos, pesquisador da Fiocruz Petrópolis e integrante da Articulação de Agroecologia do Rio de Janeiro.

O Agroecologia em Rede (AeR) é um sistema de informações, criado no início do ano 2000 e fruto de um esforço coletivo animado pela Articulação Nacional de Agroecologia (ANA), pela Associação Brasileira de Agroecologia (ABA/Agroecologia), pela Cooperativa Eita e por um conjunto diverso de redes e organizações. Trata-se de uma plataforma viva, pulsante e em constante transformação, que permite sistematizar histórias de agricultores e de povos e comunidades tradicionais que constroem diariamente a Agroecologia, a cultura e o saber popular.

Também é um ambiente de diálogos e convergências políticas entre as redes, organizações, movimentos sociais, cooperativas, associações e coletivos. O sistema é uma cestaria trançada coletivamente no encontro entre pessoas e projetos, em um processo amplo e participativo de reconhecimento e escuta, onde todas as experiências populares de resistência têm voz e a voz de uma amplifica a do outra.

O “Agroecologia em Prosa” é desenvolvido, normalmente, no Centro de Ciências Agrárias e Ambientais (CCAA), em Lagoa Seca, mas devido à pandemia de Covid-19, que impõe o distanciamento social como medida de prevenção contra infecção pelo novo coronavírus, passou a ser realizado on-line, por meio da plataforma Google Meet.

A cada semana, convidados participam da ação para discutir diversos e importantes temas que envolvem a Agroecologia. A iniciativa tem como proposta promover o diálogo de saberes em Agroecologia e Saúde, entre educandos de Agroecologia, dos cursos técnicos em Agropecuária e Agroindústria, agricultores experimentadores, pesquisadores e comunidade em geral. Outras informações sobre o “Agroecologia em Prosa” podem ser obtidas pelos perfis @nera.uepb, @ecomaiscoletivo e @cvt.agrobiodiversidade no Instagram.

Texto: Tatiana Brandão