PROEST

PROEST

Pró-Reitoria Estudantil

Projeto de extensão da UEPB promove aulão beneficente de dança aeróbica no Parque de Bodocongó

15 de janeiro de 2020

Apesar do período de férias acadêmicas, o projeto de extensão Dancing Coel, da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB), continua desenvolvendo suas atividades ao longo do mês de janeiro. E para ampliar o incentivo à prática de esportes e promoção da saúde, na próxima segunda-feira (20), a partir das 17h, será realizado um aulão beneficente de dança aeróbica, no Parque de Bodocongó, com o objetivo de alcançar ainda mais participantes para a iniciativa. Os interessados em participar do evento devem levar um quilo de alimento não perecível, que será entregue à Sociedade Lar de Maria, de Campina Grande.

Durante o aulão serão realizadas coreografias aeróbicas com as músicas mais atuais, passando por diversos ritmos como forró, funk, brega-funk, sertanejo, além de sucessos de artistas internacionais. Quem ministrará a aula de dança aeróbica será o aluno do 7º período do Curso de Educação Física da UEPB, Weslley Correia. Segundo ele, que já coordena as atividades das aulas que estão ocorrendo às segundas e quartas-feiras, também às 17h, a intenção é estimular os usuários do Parque de Bodocongó a ampliar suas práticas esportivas.

“Existe um grande público que pratica caminhada regularmente nos fins de tarde. Então, para podermos ampliar o número de pessoas que participam das nossas aulas de dança aeróbica, vamos realizar esse aulão para, além de oferecer um incentivo à prática esportiva e à saúde das pessoas, também ajudar uma instituição de caridade que tem um trabalho muito importante”, disse Weslley.

Professor Eugênio Eloi, coordenador de Esporte e Lazer da UEPB, destacou o trabalho ininterrupto neste mês de férias dos projetos de extensão de dança e judô. Este último, mantendo as aulas com os alunos já matriculados do semestre anterior, que ocorrem de segunda a quinta-feira, ao meio dia, também no Parque de Bodocongó. “Essas iniciativas são muito importantes porque demonstram que, mesmo durante as férias, a extensão da UEPB abre essa possibilidade de atividade e isso nos impulsiona a fazer sempre mais para a população”, disse.

Texto: Givaldo Cavalcanti
Foto: Divulgação