PROEST

PROEST

Pró-Reitoria Estudantil

Estudante da UEPB produz documentário sobre os 20 anos da minissérie “O Auto da Compadecida”

10 de janeiro de 2020

Completados 20 anos de sua primeira exibição na TV Globo, a minissérie “O Auto da Compadecida” ganhou uma nova divulgação, com um documentário produzido pelo estudante da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB), Lucas Constantino, como Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) de Jornalismo, orientado pelo professor Rômulo Azevêdo.

O trabalho versa a respeito de como surgiu todo o processo de escolha da cidade de Cabaceiras para as gravações, a experiência dos figurantes locais com o cinema, transformações no turismo, entre outros aspectos. A ideia de elaboração do documentário surgiu em 2017 e, em parceria com o colega Diógenes Feitosa, Lucas concretizou os planos para colocar o projeto a frente e fazer uma versão comemorativa de uma obra que marcou a teledramaturgia brasileira, sendo essa mesma obra oriunda da literatura e do teatro, com autoria de Ariano Suassuna.

Com apoio da Pró-Reitoria Estudantil (PROEST) e de colegas do Curso de Jornalismo da UEPB, foi observado o que havia de boas competências em cada integrante da equipe e fechado o processo de pré-produção, com visitas à cidade de Cabaceiras para colher informações sobre o perfil dos personagens. As gravações do documentário ocorreram nos meses de outubro e novembro, sendo utilizados cenários do filme em Cabaceiras e no Lajedo de Pai Mateus. A conclusão das gravações se deu na cidade de João Pessoa. Um aspecto curioso sobre esse cenário também está inserido no documentário.

O documentário foi apresentado no dia 5 de dezembro, no Auditório 2 da Central de Integração Acadêmica da UEPB, no Câmpus de Bodocongó, em Campina Grande. Além do professor Rômulo Azevêdo, como orientador, fizeram parte da banca examinadora os professores Kleyton Canuto e Leonardo Alves. Com o aval dos professores, o documentário está apto a ser exibido em festivais audiovisuais e deve ganhar, em breve, melhorias no processo de edição.

Mais informações sobre o documentário podem ser obtidas com Lucas Constantino, pelo telefone (83) 9 9955-4729, ou com Diógenes Feitosa, pelo telefone (83) 9 8833-2841.

Texto e fotos: Divulgação