PROEAD

PROEAD

Pró-Reitoria de Ensino Médio, Técnico e Educação a Distância

Livro produzido e lançado pela Universidade Estadual estimula reflexão sobre educação no campo

31 de agosto de 2018

Este slideshow necessita de JavaScript.

Em evento bastante prestigiado, a Pró-Reitoria de Ensino Médio, Técnico e Educação a Distância (PROEAD) da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB) lançou, na noite da última quinta-feira (30), o terceiro volume da coletânea “Fundamentos da Educação: Práticas Pedagógicas Interdisciplinares”. O lançamento do livro publicado pela Editora da Universidade Estadual da Paraíba (EDUEPB). aconteceu no Museu de Arte Popular da Paraíba (MAPP), e reuniu os organizadores do livro, professores, estudantes e pesquisadores da área.

Presente na solenidade, o reitor da instituição, professor Rangel Júnior destacou que o material acadêmico produzido e lançado pela UEPB consiste em um bom instrumento para transformar o conteúdo adquirido em sala de aula, pesquisado e desenvolvido como estudo, em um instrumento de reflexão para outros educadores e educadoras. “Esse material é recheado de conhecimento que ajuda a transformar a realidade. A questão da educação no campo é, de fato, algo extremamente importante. Nós estamos vivendo um momento difícil e quanto mais pudermos contribuir com reflexões e interpretações da realidade acerca da temática, é sempre bem-vinda” destacou.

Pró-reitora de Ensino Médio, Técnico e Educação a Distância, e uma das organizadoras do livro, a professora Eliane Moura Silva, revelou que a coletânea é um produto do resultado do curso de Especialização dos Professores de Educação Básica da Paraíba. Ela contou que as temáticas foram definidas a partir do projeto na área de pesquisa. Eliane destacou que o produto se transformou em uma importante ferramenta para aperfeiçoar o ensino básico. “Pela primeira vez a universidade entendeu que ao terminar essa Especialização, devolveria a comunidade pesquisada um produto para que servisse de discussão, de documentação e de condição de aperfeiçoamento para o que se pode fazer para melhorar a escola pública estadual” destacou a professora Eliane Moura.

Eliane Moura disse ainda que estava sentindo um sentimento de compromisso cumprido. Ela ressaltou que a UEPB tem um compromisso muito forte com a formação básica no Estado, e, principalmente com a formação de professores em exercício.

O professor Valmir Pereira, có-autor de um dos artigos contidos na obra, disse que para produzir o material, os pesquisadores mapearam a estrutura da oferta da educação no campo. A pesquisa foi realizada nas escolas de campo que estavam em fase de fechamento ou não. Como conclusão, os dados segundo ele, mostraram que a política em curso, contribuiu mais para excluir do que incluir a educação no campo, devido o processo de urbanização. “Há regiões na Paraíba em que o difícil acesso e a dificuldade de locomoção para a cidade, acabam complicando a vida das crianças. A urbanização trouxe o processo de exclusão das escolas dedicadas a educação no campo” lembrou.

O professor Herni Fernandes, autor de um dos artigos do livro, enalteceu a iniciativa da UEPB de transformar a pesquisa de campo em uma obra. Segundo ele, essa ideia, levou muitos professores a voltar a estudar e a refletir sobre a realidade do passado. “É gratificante ter o nosso trabalho publicado nesse livro. Todos os professores que escreveram os artigos viveram a experiência da educação no campo. Esses artigos vão fazer com que outras pessoas façam uma reflexão maior sobre a educação no campo” disse. Ele ressaltou que hoje, as políticas públicas não alcançam a educação no campo.

Educação do Campo e sua importância no cenário político educacional é a abordagem principal da publicação, que conta com 15 artigos resultantes das monografias apresentadas na Especialização em Fundamentos da Educação: Práticas Pedagógicas Interdisciplinares, desenvolvidos conjuntamente entre alunos e orientadores.

O terceiro volume tem como organizadores os professores doutores Alessandro Frederico da Silveira, Eliane de Moura Silva, Morgana Lígia de Farias Freire, Paula Almeida de Castro e Valmir Pereira.

Texto: Severino Lopes
Fotos: Tatiana Brandão