PROEAD

PROEAD

Pró-Reitoria de Ensino Médio, Técnico e Educação a Distância

Consuni aprova criação de licenciaturas EaD e Especialização em Educação Especial na Perspectiva Inclusiva

13 de agosto de 2018

O Conselho Universitário (Consuni) da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB), em reunião realizada na manhã desta segunda-feira (13), no Auditório da Biblioteca Central, no Câmpus de Bodocongó, em Campina Grande, aprovou a criação de duas novas licenciaturas na Instituição. Trata-se dos cursos de Química e Física que passarão a ser ofertados na modalidade de Educação a Distância (EaD). Além desses cursos, foi aprovada a criação da Especialização em Educação Especial na Perspectiva Inclusiva, na modalidade presencial.

Os projetos pedagógicos recém-aprovados se inserem no Programa de Formação Inicial e Continuada de Professores, do Ministério da Educação (MEC), contando com a colaboração de Instituições de Ensino Superior para efetivar a oferta e a qualidade dos cursos na modalidade Ensino a Distância (EaD). Na UEPB, os cursos terão carga horária de 3.260 horas/aula, duração entre quatro e seis anos e não ocasionará nenhum custo adicional à Instituição, uma vez que a UEPB já detém toda a estrutura para a oferta dos cursos EaD, através da Pró-Reitoria de Ensino Médio, Técnico e Educação a Distância (PROEAD). A previsão é que as aulas tenham início até o segundo semestre de 2019.

Já a Especialização em Educação Especial na Perspectiva Inclusiva, proposta pelo Centro de Educação (CCEDUC), tem como foco, de maneira geral, contribuir com a formação continuada de profissionais da área de Educação, contemplando o ensino e aprendizagem de alunos com algum tipo de deficiência (física, sensorial, intelectual ou múltiplas), Transtorno Global do Desenvolvimento (TGD) e autismo. A previsão é que o curso tenha duração de 12 meses e que as aulas aconteçam de forma presencial, no Câmpus de Campina Grande.

Aprovação do PIVIC

Durante a reunião do Consuni ainda foi homologada a Resolução ad referendum que criou o Programa Institucional Voluntário de Iniciação Científica (PIVIC), voltado para fomentar ainda mais a pesquisa no âmbito da Instituição e favorecer a continuidade dos estudos já iniciados em cotas anteriores do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica (PIBIC) da Universidade.

Conforme o documento, o programa voluntário garante todos os direitos e deveres dos alunos e professores pesquisadores com relação à iniciação científica e seus instrumentos de acompanhamento institucional, a exemplo de avaliações, desenvolvimento dos trabalhos, participação em premiações de pesquisa, entre outros, com exceção do recebimento do valor referente à bolsa mensal.

Texto e fotos: Giuliana Rodrigues