PROCULT

PROCULT

Pró-Reitoria de Cultura

Mostra de Música do Centro Artístico Cultural da UEPB recebe grande público no Museu de Arte Popular da Paraíba

18 de dezembro de 2017

Na noite da última quinta-feira (14), o Museu de Arte Popular da Paraíba (MAPP) da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB), em Campina Grande, recebeu a Mostra de Música do Centro Artístico Cultural (CAC). Dela participaram os estudantes e professoresdas oficinas de Sanfona de Oito Baixos (com Luizinho Calixto), A Sanfonada (com Edglei Miguel), Sivuquiando (com João Batista), Violão (com Caio César), Canto Coral (com Erivelton da Nóbrega), Iniciação à Filarmônica (com Jomar de Souza) e Percussão Regional (com Erivan Ferreira).

Familiares, alunos e docentes do CAC e da UEPB, bem como a comunidade em geral atraída pela boa música, em especial os que caminham no Açude Velho, pararam para ver a produção artística desenvolvida na Universidade. Participaram da ocasião o vice-reitor da UEPB, Flávio Romero Guimarães, o pró-reitor de Cultura, José Cristóvão de Andrade, o pró-reitor adjunto de Cultura, Benjamim Pereira Filho e o diretor do MAPP, Angelo Rafael. Também estiveram presentes a diretora do Centro Artístico Cultural, Patrícia Lucena, e uma das curadoras da área de Cordel do MAPP, Joseilda Diniz, bem como o diretor do Grupo de Tradições Populares Acauã da Serra, Agnaldo Barbosa.

Em sua fala, o vice-reitor da UEPB elogiou o trabalho desenvolvido no Centro Artístico Cultural, a excelência dos professores e o esforço dos alunos. Flávio Romero Guimarães enfatizou que através das iniciativas centradas na Arte, a exemplo dos cursos oferecidos pelo Centro Artístico, a Universidade alia os saberes teóricos e os práticos, contextualizados de modo a favorecer a construção do conhecimento, reafirmando continuamente o compromisso da Instituição como propulsora da cidadania e da democratização da cultura.

O pró-reitor de Cultura destacou a intensa participação do público nas práticas artísticas da Universidade. “Assim, a UEPB cumpre uma de suas missões, ampliando o acesso da comunidade universitária, bem como de todos, não apenas aos bens culturais, mas aos instrumentos de sua produção”, assinalou. O pró-reitor adjunto de Cultura felicitou os presentes, ressaltando, sobretudo, o talento dos estudantes que se apresentaram e os docentes que os acompanham. Para o professor Benjamim, o investimento na Arte e na Cultura representa uma maior oportunidade para que a educação desponte, ganhe mais força, posto que é através da sensibilidade que surge o senso crítico e a independência do pensamento.

Na oportunidade aconteceu a entrega do livro “Juscelino – Vida e Obra em Verso”, de autoria de Luiz Nunes (Severino Sertanejo). A publicação foi doada às redes campinenses de ensino estadual, representada por Júnia Coutinho, e municipal, representada por Regina Mota. E, dando prosseguimento a programação, procedeu-se com as homenagens. A família do poeta Manoel Monteiro recebeu um certificado de Menção Honrosa pelo conjunto da obra do bardo e a relevância dela para a Literatura paraibana.

Além dos professores e estudantes do CAC, a Escola Municipal de Ensino Fundamental CEAI Governador Antônio Mariz apresentou-se na Mostra, trazendo no repertório canções clássicas, antigas e contemporâneas. Houve ainda a apresentação dos emboladores de coco Canário do Império e Fredi Guimarães. Encerrando a noite, o Acauã da Serra brindou a plateia com a exibição de diversos espetáculos de dança ambientados na obra de Luiz Gonzaga, outro homenageado da noite, através dos pesquisadores José Nobre, Chico Nóbrega e José Lira.

Cultura de Luto
Durante a Mostra foi lembrado com pesar o assassinato, na quinta-feira, do funcionário público Florentino Batista, que também era aluno do curso de Percussão Regional doCentro Artístico da UEPB. Dançarino e agitador cultural, “Floro”, como era conhecido, foi pioneiro do tradicional Grupo Tropeiros da Borborema e rememorado como uma pessoa amável e solícita, que deixou a marca da alegria na cultura campinense.

Fotos: Talitta Uchôa, Paizinha Lemos e Hugo Tabosa