PROCULT

PROCULT

Pró-Reitoria de Cultura

3º Seminário Internacional Desfazendo Gênero será aberto nesta terça-feira com homenagem a Zabé da Loca

9 de outubro de 2017

A Universidade Estadual da Paraíba (UEPB) realiza de 10 a 13 de outubro, por meio do Núcleo de Investigações e Intervenções em Tecnologias Sociais (NINETS), o 3º Seminário Internacional Desfazendo Gênero. O evento abordará a temática “Com a Diferença Tecer a Resistência” e homenageará a artista Zabé da Loca (1924-2017). A iniciativa conta com vasta programação, abrangendo minicursos, exibição de pôsteres, oficinas, mostra de cinema, simpósios, intervenções artístico-culturais, tendas de vivência, mesas temáticas, lançamentos de livros, periódicos, produtos e artefatos tecnológicos, entre outras atividades.

A conferência de abertura será efetuada a partir das 16h, no Teatro Municipal Severino Cabral, pela professora Jasbir K. Puar, do Departamento de Estudos de Mulheres e Gênero da Universidade de Rutgers, Nova Jersey, e do Departamento de Estudos da Performance da Universidade de Nova York. A parte cultural terá como sede o Parque do Povo, às 19h15, com cortejo Afro-Ameríndio e encontro de tambores, do qual participarão os grupos Maracagrande, Ananiki Enyan, Tirinete de Côco e apresentação de Mestre Ulisses.

A primeira edição teve como tema “Subjetividade, Cidadania e Transfeminismo” e ocorreu na Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN). A segunda edição foi realizada pelo grupo de pesquisa Cultura e Sexualidade (CUS) da Universidade Federal da Bahia (UFBA), tendo como tópico norteador “Ativismos das Dissidências Sexuais e de Gênero”.

Conforme a coordenadora geral, professora Jussara Costa, nesta edição do Seminário houve um crescimento de 14% dos trabalhos inscritos para comunicação oral em simpósios temáticos, 7,5% nas propostas de oficinas e 25% no que trata dos minicursos, além da consolidação da marca de pessoas inscritas, em relação à última edição realizada.

“Os indicadores por si só já denotam a consolidação de um fecundo campo do saber em curso, cuja pujança aparece também na afluência de diretórios de pesquisa, investigações, produção de teses, dissertações, ensaios, organização de periódicos e produções artístico-culturais e tecnológicas e na (re)invenção da própria política. Destaca-se ainda a força aglutinadora da iniciativa para constituir redes e pontes entre pessoas e grupos, algo que comemoramos muito nesta edição, pois é isso que torna nosso hoje possível”, apontou.

Jussara acrescentou que a rede que se formou nesses dois anos de preparação para o Desfazendo o Gênero possui um significado especial, mostra o reconhecimento de uma ousada prática universitária mostrada nas edições anteriores com a professora Berenice Bento (responsável pela primeira edição, em 2013) e o professor Leandro Colling (coordenador da segunda edição, em 2015). “E ainda atualiza o mote constituinte do evento, anunciado desde a sua primeira edição, que é comprometer a universidade pública brasileira com a problematização e enfrentamento das dinâmicas associadas a processos articulados de ‘humanização’, ‘racialização’ e ‘sexualização’ e suas reverberações na organização e disposição dos corpos nos espaços que habitamos”, destacou.

Festival de Arte e Cultura Zabé da Loca

Zabé da Loca nomeia o Festival de Arte do Seminário pela imensa contribuição de seu talento para a Cultura e com vistas a enfatizar a importância do trabalho desenvolvido no Nordeste. Para Jussara, a melhor maneira de homenagear Zabé, pela vida que teve, e por ser uma inspiração, é aproveitar o momento para ressaltar a dimensão artístico-cultural da resistência, tão bem representada pela artista, assim como ampliar a presença dos saberes subalternizados e do “artivismo” das dissidências raciais, sexuais e de gênero em todos os âmbitos, notadamente na universidade. Dentre as atrações confirmadas no evento, figuram Mc Xuxu, Irismar & Forró Fashion e Cabruera.

Confira AQUI a programação completa do 3º Seminário Internacional Desfazendo Gênero.